5 dicas para não deixar o estresse atrapalhar o vestibular!

Sem dúvida, o estresse no vestibular é um dos principais vilões dos estudantes. Quer saber como evitar isso? Então, acompanhe a leitura deste artigo.

Não é novidade para ninguém que para obter um nível de conhecimento em qualquer área da vida, é necessário estudar.

Mesmo que essa não seja uma atividade agradável para muitos, manter uma rotina de estudos é essencial, principalmente, para aqueles que buscam entrar em uma universidade.

É bastante comum que, durante o período de preparação, o estudante precise aprender a lidar com o estresse no vestibular. Afinal, faz parte da vida de um futuro acadêmico a pressão para ser aprovado.

Contudo, essa situação não é benéfica para a saúde física e mental do estudante, pois além do estresse e da ansiedade, ela atrai outros problemas que prejudicam a preparação para a prova.

Pensando nestas questões, preparamos este conteúdo com 5 dicas que vão ajudar você a se estressar menos no vestibular e conseguir mandar bem. Quer saber quais são? Então, acompanhe a leitura!

1. Pratique técnicas de mentalização

Com base na ideia de que os nossos pensamentos influenciam nossas atitudes, é importante priorizar os bons pensamentos para que, consequentemente, nossas ações sejam boas. A mentalização consiste em ocupar a mente com ideias agradáveis a fim de reduzir a carga negativa.

Nesse sentido, a mentalização é a capacidade que temos de criar nossa própria realidade. Afinal, trata-se de um exercício de autoconhecimento que faz com que você acredite mais em si próprio, de forma que se sinta capaz de conquistar o que deseja.

Para quem está iniciando agora, é ideal estabelecer um horário para praticar os exercícios de mentalização. Além disso, é importante começar com pensamentos simples, como mentalizar o processo de respiração, por exemplo, e como esse ato traz benefícios para seu corpo. Depois, dê início às metalizações mais complexas, como projetar seu dia a partir da construção mental daquilo que você deseja que seja realizado.

2. Crie uma rotina consistente de estudos

Criar uma rotina de estudos é essencial para quem deseja obter bons resultados nos testes, mas sem perder a cabeça no processo. Sendo assim, dispor de um planejamento faz toda a diferença no seu desempenho e ajuda a extrair o máximo dos estudos, evitando o surgimento de estresse.

Além disso, uma rotina de estudo bem estruturada permite que você tenha mais organização, podendo aproveitar melhor o dia e cumprir com todos os seus compromissos. O primeiro passo para criar um planejamento de estudo eficiente é saber quais são os conteúdos que você terá que estudar até o dia da prova.

Com essa informação em mãos, fica mais fácil criar um cronograma com as matérias a serem estudadas. Estabeleça um horário de estudo, defina os conteúdos que merecem mais atenção e o tempo de estudo ideal para cada um deles.

Vale ressaltar que, no momento de organizar seu cronograma, é preciso levar em consideração as outras atividades que fazem parte do seu dia a dia. Então, lembre-se de fazer um planejamento de acordo com sua realidade e disposição.

3. Fuja da procrastinação

Quem nunca vivenciou uma situação em que se viu adiando algo que poderia ser feito naquele momento? Ou melhor, quem nunca passou horas navegando pelas redes sociais quando tinha de estar estudando? Apesar de ser uma ação bastante comum nos dias de hoje, a procrastinação prejudica (e muito) o desempenho, além de contribuir para que você se estresse mais facilmente.

Ao se distrair com assuntos banais, você prejudica seu ritmo de estudo e, ainda, acumula matéria. Diante disso, o estresse e a ansiedade se tornam sentimentos inevitáveis, visto que você não terá mais tempo para estudar ou terá que fazer isso de forma rápida, o que não é bom do mesmo jeito.

Por esse motivo, fuja o máximo possível da procrastinação. Para ajudá-lo nesse processo, aconselhamos que você estabeleça metas diárias para seus estudos e evite quaisquer meios de distração. Nesse caso, vale desativar as notificações do celular, desligar qualquer tipo de aparelho eletrônico que estiver próximo e, de preferência, estudar em um local tranquilo e mais reservado.

4. Confie em você

Para muitos estudantes, essa talvez seja a dica mais difícil de colocar em prática, visto que naturalmente surge a incerteza de ter feito um bom trabalho. No entanto, quando se faz o que está ao alcance, não precisa ter medo de não dar certo. Ter confiança em si mesmo é essencial para ajudá-lo a manter o controle da situação.

Sendo assim, busque eliminar seus medos, dúvidas e receios e direcione a atenção para suas habilidades e para as conquistas obtidas até o momento.

Nesse caso, a prática da mentalização que indicamos acima fará toda a diferença nesse processo, pois vai ajudar a ter mais confiança e a certeza do que você realmente precisa para alcançar a tão sonhada aprovação.

5. Separe um tempo para o lazer

Assim como tem a hora de estudar, é importante ter a hora de relaxar e se distrair. Ficar horas estudando não o fará mais inteligente; pelo contrário, causará mais sensação de cansaço e, consequentemente, prejudicará seu desempenho devido ao desgaste físico e mental.

Em razão disso, separe um tempo para descansar a mente e repor as energias fazendo coisas de que você gosta e com as quais se sinta bem. Apesar de ser uma dica simples, os efeitos dela na prática serão bastante visíveis. Por isso, se você quer estudar com qualidade, saiba separar o tempo para os estudos e um tempo para o lazer.

Com base nessas dicas, percebemos que o estresse no vestibular, apesar de ser algo comum, pode ser evitado desde que você tenha organização e comprometimento para manter seus estudos em dia. Dessa forma, além de não ser nenhum pouco benéfico, cultivar o estresse em sua rotina traz consequências negativas que afetam outras áreas da sua vida.

Gostou do artigo? Ficou com alguma dúvida? Conte para a gente. Queremos saber sua opinião sobre o assunto, deixe seu comentário aqui no post!

Deixe uma resposta