Como manter a produtividade trabalhando de casa

Como manter a produtividade trabalhando de casa

Trabalhar em casa tem se tornado o sonho de consumo de cada vez mais pessoas, independentemente da idade da ou área de formação. Cá entre nós, a verdade é que o home office realmente tem uma série de vantagens de brilhar os olhos, desde poder organizar o próprio horário até as inúmeras possibilidades de aumentar os lucros atuando naquilo que se gosta. Assim como tudo na vida, entretanto, é fato que esse modelo de trabalho também apresenta desafios e um dos principais obstáculos é justamente um dos maiores pesadelo de muitos empreendedores: manter uma rotina produtiva trabalhando fora do ambiente corporativo.

Se você está passando por esse momento e sente que a produtividade está diminuindo por trabalhar em casa e que isso tem prejudicado seus resultados profissionais, já pode respirar fundo e parar de se preocupar, pois hoje nos reunimos para falar exatamente sobre como lidar com essa situação e, mais do que isso, separamos as melhores dicas do mercado para você aumentar sua produtividade de uma vez por todas.

Por que é tão difícil manter a produtividade trabalhando em casa?

Antes de tudo, é essencial que você entenda quais são os motivos que levam à falta de produtividade ao trabalhar em casa. Pode acreditar: identificar esses gatilhos pode parecer uma atitude simples, mas já vai resolver parte do problema, afinal, é muito mais fácil solucionar algo quando se sabe exatamente do que se trata e qual a origem do problema, concorda?

Então, nesse primeiro momento, vamos parar para analisar sua rotina de trabalho! É muito comum que as pessoas que não precisam ir até um escritório ou empresa tenham dificuldade de entender a importância disso, afinal, acreditam que o fato de terem horários flexíveis é um passe livre para que não tenham organização do que precisa ser feito em cada dia da semana. A verdade, entretanto, é que ter uma rotina organizada é uma das coisas mais importantes na vida de um profissional empreendedor. Por isso, pode ser que você esteja procrastinando suas tarefas ou deixando de cumprir suas metas simplesmente porque não determinou quais são as atividades de cada dia da semana e está fazendo tudo no modo automático, a livre demanda. Quando mudar esse pequeno detalhe, pode ter certeza de que você já vai perceber mudanças significativas na sua relação com o seu trabalho e na sua capacidade de entrega diária.

E o que fazer, então, para ter uma rotina de trabalho produtiva?

Tenha um lugar específico para trabalhar

Você não precisa ter um escritório dentro da sua casa, mas vale a pena separar uma parte de um cômodo ou montar uma mesa com itens que precisa utilizar em seu dia a dia, como o computador, as canetas e a agenda. Ao fazer isso, você terá mais facilidade para entender quando está realmente produzindo e quando está fazendo as tarefas de outras áreas da sua vida, já que aquele local será exclusivo para uso profissional.

Além disso, ter um espaço de trabalho impede que você crie hábitos ruins e que impedem de ter um bom desempenho, como trabalhar deitado na cama ou assistindo televisão no sofá da sala.

Tenha um horário de trabalho

Apesar de não ter a necessidade de assinar uma lista de ponto ou um chefe controlando se você chegou mais cedo ou mais tarde que o combinado, é válido definir quando você vai começar e quando vai encerrar suas atividades ao longo da semana. Pare e pense: se você não tiver horários, será muito fácil deixar de fazer alguma coisa por falta de disposição ou trabalhar muito mais que o necessário, concorda? E, em qualquer um dos casos, o resultado é ruim, já que a sobrecarga de trabalho tende a diminuir a produtividade com o decorrer dos dias.

Defina prioridades

Não tem jeito, é normal pensar que tudo é importante. No entanto, existem compromissos que são importantes, urgentes e que podem impactar diretamente os resultados que você terá a curto e longo prazos. Então, o ideal é separar, no início da semana, quais serão as suas prioridades e determinar que elas serão feitas antes das tarefas que têm um grau de importância menor. Dessa forma, você vai conseguir fazer tudo que precisa, sem risco de esquecer algo essencial.

Crie blocos de atividades

Sabe quando você precisa escrever 10 e-mails? Ou quando precisa produzir 15 textos para o Instagram? Quando essas tarefas surgem em grande quantidade, a melhor solução é fazê-las em um bloco único de tarefas. Ou seja: em vez de escrever um e-mail por dia ou de precisar abrir o Instagram quinze vezes para escrever os textos, faça todos os e-mails em um único dia. Assim, você otimiza tempo e esforço, além de reduzir o risco de prejudicar seu negócio caso tire um dia de folga.

Divida as tarefas difíceis em partes

Já teve a impressão de algo que seria impossível e que você nunca conseguiria cumprir? Não se preocupe: isso é mais comum do que parece. Porém, existe solução até para as tarefas mais extensas e complexas: se você dividir aquele resultado esperado enorme em pequenas partes. Quer deixar essa técnica ainda mais eficaz? Determine uma recompensa para ganhar toda vez que cumprir as etapas dessas tarefas mais difíceis! Assim, seu cérebro vai entender que o esforço foi recompensado e você terá menos dificuldade de enfrentar os próximos desafios.

Use a técnica Pomodoro

Esse é um método muito conhecido e bastante utilizado por estudantes e trabalhadores que precisam gerenciar o próprio tempo. O Pomodoro consiste em fazer blocos de 25 minutos de foco total em determinada atividade, com direito a pausas de 5 minutos a cada bloco e uma pausa longa após cumprir quatro intervalos de tarefas.

Quer um exemplo? Certo, imagine que você precisa criar o conteúdo dos próximos quinze dias para as redes sociais da sua empresa. Então, você pode marcar 25 minutos e se dedicar exclusivamente a fazer o planejamento desse conteúdo, parar por 5 minutos e dedicar um período para separar as imagens que vão acompanhar os textos que produziu. Fazendo isso, você consegue focar mais no que precisa ser feito, evita distrações e, acima de tudo, tem pausas curtas que vão impedir que se sobrecarregue!

Use a regra dos 15 minutos

Pode confessar: existem algumas coisas que são fáceis, rápidas de fazer, mas normalmente são deixadas para depois simplesmente por não serem as atividades mais interessantes da sua lista de tarefas, certo? Se você se identificou com isso, uma solução simples é determinar o período máximo de 15 minutos para cumprir aquilo, principalmente se for algo que está atrasando toda a sua organização.

Defina prioridades

Não tem jeito, é normal pensar que tudo é importante. No entanto, existem compromissos que são importantes, urgentes e que podem impactar diretamente os resultados que você terá a curto e longo prazos.

Então, o ideal é separar, no início da semana, quais serão as suas prioridades e determinar que elas serão feitas antes das tarefas que têm um grau de importância menor. Dessa forma, você vai conseguir fazer tudo que precisa, sem risco de esquecer algo essencial.

Divida as tarefas difíceis em partes

Já teve a impressão de algo que seria impossível e que você nunca conseguiria cumprir? Não se preocupe, isso é mais comum do que parece. Porém, existe solução até para as tarefas mais extensas e complexas: você pode dividir aquela tarefa enorme em pequenas partes.

Quer deixar essa técnica ainda mais eficaz? Determine uma recompensa para ganhar toda vez que cumprir as etapas dessas tarefas mais difíceis! Assim, seu cérebro vai entender que o esforço foi recompensado e você terá menos dificuldade de enfrentar os próximos desafios.

Agora é com você: coloque essas dicas em prática, organize a sua rotina e você vai perceber a melhoria na sua produtividade trabalhando em casa!

Deixe uma resposta