Confira 6 ideias para trabalhar como autônomo!

6 minutos para ler

Se você sonha em criar sua rotina de trabalho, ter independência financeira e mais tempo para a família, precisa esquecer o emprego formal. De acordo com o IBGE, o desemprego já atingiu mais de 12 milhões de brasileiros, e as reformas, tanto trabalhistas quanto previdenciárias, reduziram ainda mais as vantagens da CLT.

Então, está na hora de pensar em ideias para trabalhar como autônomo. Dessa maneira, você tem isenção de impostos ao abrir um MEI e ainda pode se tornar afiliado na internet, ganhando renda extra e recorrente — afinal, dinheiro nunca é demais, concorda?

Neste post, listaremos ideias incríveis para você trabalhar como autônomo, além de algumas dicas sobre como começar. Então, mãos à obra!

1. Gestor de mídias sociais

Com as redes sociais em alta, o mercado levantou a necessidade de uma nova carreira: o social media. Esse profissional trabalha com a criação de conteúdos, monitoramento e análise de resultados das principais redes sociais:

  • Facebook;
  • Instagram;
  • LinkedIn;
  • Twitter.

É um serviço também oferecido pelas agências de marketing digital, entretanto, pequenos empresários não conseguem arcar com os valores que elas cobram, nem tampouco administrar as páginas da empresa. Por esse motivo, recorrem aos social medias.

Para atuar nessa área, é preciso saber mais do que postar fotos bonitas ou dar likes. Esses profissionais entendem de produção de conteúdo para a Web e Adwords, uma vez que é preciso fazer planejamentos e campanhas para atrair o lead ideal para o negócio do cliente.

2. Assistente virtual

Pequenos empresários estão aderindo cada vez mais ao trabalho remoto, inclusive, muitos decidem manter o ambiente virtual mesmo depois que a empresa cresce, considerando o custo-benefício do home office. Mas como fazer para cuidar da demanda, agenda e ainda manter uma imagem profissional com o cliente? É nesse momento que entra o assistente virtual.

O papel desse profissional assemelha-se com o de uma secretária ou auxiliar administrativo, por exemplo. No entanto, em vez de estar alocado em um escritório presencial, você consegue realizar o trabalho de maneira virtual. Além do mais, pode manter mais de um contrato ao mesmo tempo. Confira algumas funções:

  • atendimento telefônico pelo VOIP;
  • relacionamento com cliente;
  • rotinas administrativas e financeiras;
  • gestão de e-commerces;
  • envio de e-mails.

3. Designer gráfico

A área de design gráfico evoluiu com a era digital. Se antes ela se restringia aos trabalhos gráficos, hoje, existem novos campos que você pode atuar. Inclusive, mesmo sem saber desenhar, é possível ser ótimo designer, devido às ferramentas que facilitam a criação de layouts e projetos digitais. 

Essa é uma ideia excelente para trabalhar como autônomo, pois ainda que as formações tradicionais sejam importantes para obter conhecimento e valorizar a mão de obra, profissionalizar-se sozinho e montar um bom portfólio para atrair clientes também é uma possibilidade. Então, se achou interessante, pode começar por:

  • fundamentos do design;
  • teoria das cores;
  • tipografia;
  • CorelDRAW;
  • Photoshop;
  • Adobe Illustrator.

4. Programador Web

Enquanto o designer gráfico cuida do visual, o programador Web desenvolve toda a lógica por trás de um site, sistema ou aplicativo. E, com o meio digital, o consumidor está cada vez mais envolvido com a tecnologia. Logo, não falta trabalho para esse profissional, até porque ele pode desenvolver softwares para qualquer segmento.

Existe graduação na área de programação, porém, assim como o designer gráfico, muitos profissionais já atuam como autônomos mesmo sem formação técnica, ou seja, aprendendo por meio de cursos rápidos. Como esse mercado é amplo, é preciso estreitar o nicho para saber se qualificar melhor. Mas os conhecimentos básicos são:

  • lógica de programação;
  • JavaScript;
  • CSS;
  • Bootstrap;
  • HTML;
  • PHP;
  • banco de dados.

5. Coordenador de eventos

Outra ideia para trabalhar como autônomo é coordenando eventos. Esse profissional funciona como uma peça que liga todos os envolvidos na cerimônia. É ele quem planeja e cuida da execução de cada etapa do cronograma, que vai desde a ideia até o pós-evento. Isso inclui atividades, como:

  • cronograma do evento;
  • criação de orçamentos;
  • contratação do bufê ou da equipe, como garçons e Chefs de cozinha;
  • estratégias de marketing e publicidade;
  • reserva do local.

Você pode ser um profissional generalista, mas também pode escolher um nicho, como eventos corporativos e formaturas, e se tornar expert nele. Além disso, precisa gostar de festas, organização e saber negociar, pois lidará com tudo isso no dia a dia.

6. Vendedor de cursos

Ser vendedor de cursos também é uma ótima ideia para trabalhar como autônomo. Além da autonomia proporcionada pelo home office, o investimento é baixo e tem uma grande receptividade do público. Afinal, sempre tem alguém querendo aprender algo novo, seja uma informação técnica, seja um aprendizado artesanal.

Para ingressar nessa área, é preciso escolher a modalidade que você quer revender. Por exemplo, existem desde cursos profissionalizantes, com carga horária reduzida, a cursos de pós-graduação, com pré-requisitos estabelecidos por órgãos fiscalizadores, como o MEC (Ministério da Educação). Então, é preciso definir o que você pretende comercializar.

Com isso definido, vale a pena se capacitar para desenvolver argumentos que respondam às principais objeções dos prospects. Esse conhecimento pode ser tanto em relação ao produto e a Instituição, quanto relacionado às técnicas de persuasão. 

Além do mais, é fundamental se organizar para montar sua carteira de clientes. Para isso, você precisa elaborar uma estratégia para prospectar e manter os contatos engajados até a decisão de compra.

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, o trabalhador precisa se reinventar para sair da crise e conquistar sua tão sonhada independência financeira. Por isso, o empreendedorismo tem crescido no país. Na verdade, segundo a Revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios, ele triplicou nos últimos 10 anos.

Além de ser um recurso para driblar o desemprego, trabalhar por conta própria proporciona liberdade e ganhos maiores do que com a carteira assinada, afinal, a receita é sua e não sofre os temíveis descontos da CLT, que podem comprometer metade da remuneração total. Por isso, esperamos que essas ideias para trabalhar como autônomo tragam a energia que você precisa para começar.

Se você gostou dessas dicas e sabe da importância do empreendedorismo, compartilhe este post nas suas redes sociais e divida essas ideias com seus amigos!

Posts relacionados

Deixe uma resposta